5 dicas para você pilotar melhor nas descidas - 2pedais

Ads Top

5 dicas para você pilotar melhor nas descidas

//Quer melhorar sua habilidade nas descidas?

Veja as cinco dicas fáceis para encarar um downhill



 Gee Atherton atacando as raízes em Fort Bill © Bartek Woliński/Red Bull Content Pool

Vamos falar a verdade, a não ser que você seja um masoquista do cross country, descer é a melhor parte do mountain bike, mas também é a mais assustadora e difícil de dominar. Por isso se você deseja melhorar sua técnica, seguem cinco dicas fáceis para focar na próxima vez que você encontrar uma descida com sua bike. Algumas das dicas são dos professores Gee e Rachel Atherton.

1. Seja rápido e solto

A técnica principal no downhill é a habilidade de deixar a bike ler e percorrer o caminho do solo abaixo de você.
É muito fácil você agarrar apertado o guidão quando as coisas ficam assustadoras, mas isso só vai aumentar suas chances de um acidente. Tente manter o núcleo do corpo forte (abdômen), afrouxe a tensão e tente deixar seus braços e pernas se movimentarem junto com a bike. Eles são as melhores suspensões que você tem, então procure usá-las sabiamente.


 Rachel Atherton ataca na pista de Leogang © @Svenmartinphoto

Você precisa se esforçar para andar solto e relaxado, consequentemente, sua bike vai se mover solta e relaxada - foi para isso que a bike foi projetada, por isso você precisa tentar o seu melhor para deixá-la fazer isso.
Rachel Atherton

2. Olhe para frente!


Rachel Atherton riding during qualis at the Leogang DH World Cup 2016 on June 11, 2016.
 Mantenha seu foco sempre a frente © Bartek Wolinski
Todos nós já tivemos momentos de ser surpreendido numa trilha, principalmente na descida em velocidade, sendo obrigado a colocar a mão no freio, perdendo toda fluidez e velocidade. Basicamente, isso acontece pois nós não estávamos olhando longe o suficiente. Portanto, embora possa parecer simples, lembre-se de olhar bem para frente para antecipar a sua linha na trilha. Isso ajudará você a manter o foco e aumentar sua velocidade, evitando os obstáculos desagradáveis.

3. Posicione os controles


A close up of the Avid CODE brake levers on Danny Hart's Mondraker Summum
 Ajuste os controles © Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool
Ajustar o posicionamento do cockpit (controle da sua bike) é outro segredo precioso, como por exemplo configurar as alavancas (manetes) de freio apontando 45º para baixo, pode ter um efeito real na sua evolução na descida.
Muitos pilotos têm os manetes apontando muito para baixo, quase em direção ao chão, mas para você começar, a dica é pedalar de pé e posicionar as alavancas de modo que você consiga alcançar os controles, considerando que você está com a bike inclinada na descida, evitando à pressão exagerada sobre seus pulsos.
Tente mover sua alavancas ligeiramente para ângulo mais neutro, o que pode parecer estranho na primeira subida, mas quando você estiver descendo, os pulsos estarão em uma posição mais forte, permitindo-lhe muito mais controle.

4. Abaixe o selim 


Rachel Atherton riding during finals at the Fort William DH World Cup 2016 on June 5, 2016.
 Abaixe o selim antes da descida © Nathan Hughes
Atualmente existem diversas tecnologias no mercado para te ajudar nas descidas, mas provavelmente o componente que mudou o jogo foi o canote com altura ajustável acionado por controle remoto. Existem muitos estilos e marcas de componentes de "dropper post" em que todos eles basicamente permitem que você abaixar à altura do selim através do sistema hidráulico ou mecânico, acionado com um botão.
Agora, o mais importante disso tudo não é o canote ajustável, e sim, lembrar de abaixar o selim antes da descida, o que vai alterar totalmente o centro de gravidade da sua bike com a nova distribuição do peso sobre o quadro, aumentando seu controle sobre a bicicleta.

Se você está pedalando cross-country, você terá seu assento numa altura elevada, que ajuda na pedalada para subir, mas muitos ciclistas não necessariamente pensam em abaixar à altura nas descidas. Se o assento é muito alto, ele vai fazer você se inclinar para trás (acima da roda traseira) posicionando-o longe demais, desiquilibrando o peso da frente da bike. Agora com o selim mais baixo, a bike pode se mover mais facilmente na descida, com você mantendo o seu peso mais centralizado.
Rachel Atherton 

5. Encontre alguém que te desafie


Gee Atherton rides during practice at the Leogang DH World Cup 2016 on June 10, 2016.
 Tudo é uma questão de escolha de caminho © Bartek Wolinski
Repare o que acontece com a maioria dos pilotos profissionais. O padrão familiar, muitas vezes, é dado pelo meio que crescem - eles convivem dentro de uma cena ou grupo de amigos que motivam e impulsionam na evolução da pilotagem.
Todo mundo tem que começar de algum jeito, e ao mesmo tempo, pode até ser desmoralizante ser o último no grupo, mas o importante de pedalar com amigos é poder observar as linhas que eles fazem nas trilhas e o estilo de pilotagem. Observação e convivência são os grandes trunfos para você aumentar sua técnica. Obviamente, existe um limite entre um piloto mais avançado e um iniciante, por isso procure ciclistas que sejam um pouco mais rápidos e procure evoluir gradativamente.

Você precisa pedalar com alguém que está tão em forma, rápido e forte como você é. Assim, você e seu amigo podem "empurrar" um ao outro, essa é uma maneira de acelerar o seu progresso. Andar com alguém significa que você pode comparar as linhas nas trilhas e manter a diversão, é também sempre inspirador ter alguém para trocar ideias.
Gee Atherton

Nenhum comentário:

Postagens recentes

4/recentposts
2 pedais. Tecnologia do Blogger.